Moda Genderless: Entenda o estilo que está fazendo a cabeça das fashionistas

A desconstrução dos estereótipos de gêneros está cada vez mais em evidência. No mundo da moda, há algumas temporadas, modelos cruzam as passarelas com looks que misturam características femininas e masculinas. Agora, a onda da tendência genderless também chega ao universo da beleza.


A ideia de que o homem deveria ter cabelos curtos e a mulher usar madeixas longas parece ter ficado no passado. Atualmente, eles e elas desfrutam das diversas possibilidades e encontram aquilo que mais combina com sua personalidade, longe de padrões ultrapassados e preconceitos antigos.


Entenda o que são os cortes genderless


Seguindo os passos do fim da divisão de roupas por gêneros, na beleza essa linha também se apaga.


Mulheres exibem toda sua força e personalidade apostando em cortes curtos. Homens se aventuram pelos penteados estilosos com os fios longos.


Não existem regras: o grande avanço é ter a liberdade de optar por aquilo que mis agrada.


Conheça três cortes genderless que dominaram o mundo da moda e são aposta entre os fashionistas de plantão:


O famoso corte Joãozinho


Ao longo dos anos, as mulheres conquistaram posição de destaque na sociedade, mostrando toda a sua capacidade. Agora, libertam-se do estereótipo dos cabelos longos e garantem um visual sexy e poderoso investindo nos fios curtíssimos.


Celebridades como Sophie Charlotte, Emma Watson, Charlize Theron e Anne Hathaway apostaram no corte, mostrando muita ousadia e atitude.


Laterais raspadas


Não foram apenas os homens que se renderam às possibilidades do cabelo raspado. As mulheres mostram que a divisão entre o masculino e o feminino se apaga continuamente, permitindo que cada um aposte naquilo que mais combina com seu estilo. Os fios podem ser longos ou curtos e o detalhe do cabelo raspado confere muita beleza e atitude aos adeptos.


Longo e despojado


Não foi apenas o universo feminino que invadiu propostas, até então, masculinas. Os homens também não ficaram para trás e mostram que as madeixas longas também podem ser aposta estilosa para eles. Os fios soltos ou presos demonstram que estilo vai muito além do gênero.



A quebra de fronteiras invade a moda


A quebra entre o masculino e feminino já era assunto na década de 1920, quando Coco Chanel introduziu peças do guarda-roupa dos homens na moda feminina.


De lá pra cá, diversos movimentos apostaram nessa democratização e, atualmente, os estilistas têm colocado bastante esforço na ideia.


As passarelas de grifes internacionais e nacionais apostam em homens e mulheres vestindo peças similares, pregando não só um estilo atual e moderno, mas o fim do preconceito de gêneros.


A moda genderless é mais que apenas uma tendência, mas também um ideal de mundo. Afinal, devemos deixar de vestir algo simplesmente porque a sociedade prega que faz parte do estilo do gênero oposto?


A moda reflete o que está em debate ao redor do mundo e mostra que o que realmente importa é o poder da escolha.


Qual a sua opinião sobre a tendência genderless? Você concorda com essa quebra dos gêneros e a democratização dos estilos? Deixe a sua opinião nos comentários! E aproveite para conferir mais dicas e ofertas em nosso site.

Desenvolvido com tecnologia Venda e Cia
Maria Donata © 2018